15 de jul de 2011

TV Globo reprisará "Mulheres de Areia" a partir de setembro

A TV Globo já definiu a substituta de "O Clone" na faixa "Vale a Pena Ver de Novo".

A partir de 05 de setembro, a emissora reprisará a segunda versão de "Mulheres de Areia", de Ivani Ribeiro, remake de original homônimo escrito por ela mesma e exibida em 1973 pela TV Tupi.

Exibido entre 01 de fevereiro e 25 de setembro de 1993, a trama conta a história do jovem Marcos Assunção (Guilherme Fontes), que está de volta à cidade litorânea de Pontal D'Areia para auxiliar nos negócios da família. O rapaz conhece e se apaixona pela doce Ruth (Glória Pires), filha de uma família de pobres pescadores, mas acaba envolvido por Rachel (Glória Pires), a irmã gêmea de Ruth.

As irmãs são gêmeas idênticas, mas de personalidades opostas. Enquanto Ruth ama de verdade Marcos, Rachel ambiciona sua posição e fortuna, e mantém o seu relacionamento amoroso com Wanderley (Paulo Betti), um mau-caráter. Quem percebe tudo isso é o doente mental Tonho da Lua (Marcos Frota), famoso por esculpir mulheres nas areias da praia, o protegido de Ruth, e que sofre com a perseguição e maldades de Rachel.

Mas Rachel tem que enfrentar Virgílio Assunção (Raul Cortez), o pai de Marcos, que não aceita o namoro. Virgílio, um homem prepotente e inescrupuloso, é o vice-prefeito e dono do maior hotel da cidade. Seu sonho é fazer de Pontal D'Areia um centro turístico, mas tem que lidar com o prefeito da cidade, o ambientalista Breno (Daniel Dantas), que proibe banhos de mar ante à poluição perigosa. A população da cidade fica dividida, e Breno tem uma forte aliada, Tônia (Andréa Beltrão), uma comerciante local.

Para desmoralizar Breno, Virgílio põe espantalhos nas praias, simbolizando o prefeito que assusta os turistas. Mas Virgílio também tem que enfrentar problemas dentro de sua casa. Malu (Vivianne Pasmanter), a filha rebelde, o culpa pela morte do noivo, e vive a provocá-lo. Até que a moça conhece o vaqueiro Alaôr (Humberto Martins), um homem rude, e muda o seu alvo. Alaôr tenta a todo custo domar as impetuosidades de Malu.

Enquanto isso, Ruth sofre calada com o casamento da irmã Rachel, mesmo sabendo que ela está com Marcos só por interesse. A história tem uma reviravolta quando Rachel é dada como morta e Ruth assume a sua personalidade, para ficar ao lado do homem que ama. Mas Rachel não morreu, e planeja a sua volta e a vingança contra a irmã que tomou o seu lugar.

Com colaboração de Solange Castro Neves e direção de Wolf Maya, Carlos Magalhães e Ignácio Coqueiro, a novela já foi reprisada no "Vale a Pena Ver de Novo" entre 25 de novembro de 1996 e 25 de abril de 1997, substituindo "Meu Bem, Meu Mal", e exibida em Portugal pela TV Globo Internacional e pela SIC.

Uma curiosidade: na Rússia, onde foi chamada de "Tropikanka 2", sendo considerada uma continuação do sucesso de "Tropicaliente" ("Tropikanka"), a repercussão da trama foi tanta que o governo decidiu exibir seu último capítulo no dia das eleições evitando, assim, que os eleitores viajassem e deixassem de ir às urnas.

- "Mulheres de Areia": de volta no dia 05 de setembro, segunda-feira, às 14h45, no "Vale a Pena Ver de Novo", na Globo.

Artigos Relacionados

0 comentários: